segunda-feira, 20 de outubro de 2008

MAGO


Feiticeiro da alma, manipula o que sente, alquimista da vida, nunca perde porque não se acha, muda o que está escrito decifra sonhos, lê os olhos e sem pudor apropria-se da digital, faz do eu seu, usurpador de sentimentos.
Avassalador. Tem o poder da sedução, envolve, dispersa os sentidos, troca as palavras, faz o dia virar noite e a noite dia, controla os elementos.
O céu escurece na medida que seu rosto se fecha, o tempo fica esquisito, suas lágrimas são relâmpagos cortando o céu, sua dor ecôa feito trovão, os pássaros ja não cantam mais... Quando percebe um sorriso de canto. Aurora, toca o som dos querubins e só então estará entendido que o tempo fecha quando você chora.

Douglas Rosa

3 comentários:

paloma disse...

Vivo presa a sua senha,sou enganada!!!
Love,so love!!!

Zek disse...

Profusão, de ideias... haja mente para pensar nisso tudo, coração para sentir isso tudo e mundo para se despejar isso tudo!!

bacana, gostei!

Vâmvú disse...

Muito bom...
COmodiria uma amiga minha, o maior da coisa, é o mergulho...
Abração.