quarta-feira, 22 de julho de 2015

FAZEDOR


Trago luzes 
Leio letras 
Vejo coisas
Tento teias
na volta da curva uma palavra reta 
que entorta feito luva
que cai mas não bate na porta
dos navios que aportam enquanto esperam na fila de quem precisa
meus lábios tremem e a traquéia aperta sem deixar passar o ar esperando o coração parar mas ele bate de frente e forte pelos laços que importam que não desatam com atos nem fatos nem artefatos
laços apertados feito cadarço
feito nó duplo
no tênis sujo que a gente gosta de usar
que não deixa lavar
que faz com que tudo seja tudo agora
As luvas
Os fatos
Os duplos
Os laços


Douglas Campigotto

OLHOS CERRADOS


acordei com sensação de ninguém
não sabia ao certo 
porque levantar da cama
se saía 
se comia
se tirava o pijama
medo de abrir os olhos
de não enxergar
adoro telefonar
de olhos fechados
falo até esquentar as orelhas
amo limpar gavetas
procuro sabendo que não vou encontrar
ando de um lado pro outro
como quem acha
na minha cabeça nada passa
só um pensamento solitário
um filme que teima em reprisar
e agora na hora de dormir
não sei se quero deitar
medo de não acordar
de não levantar
continuo cultivando antigos hábitos
mantendo meus olhos bem fechados


Douglas Campigotto

TUDO MESMO


O desejo é o tudo
Resultado é o mundo


Douglas Campigotto

(IN)DIFERENTES


A diferença não me assusta.
A indiferença me apavora.


Douglas Campigotto

A VIDA COMO ELA É


Hoje fui um frentista, sendo mecânico, eu mesmo, sendo artista, jogador, ator, atordoado com a crise que paira, que não pára, inflação que inflaciona o preço daquilo que já não podia pagar, gasolina tá cara pra quem tem carro, preço alto que se paga pra quem decide andar, pedalar, de mãos atadas, braços arrancados, seguimos sem saber o dia de amanhã e isso é enlouquecedor, quem será o próximo preso, o próximo avião que cairá, se o samu vai chegar e quem vai levar, penso nos diferentes pesos e logo peso, hoje eu fui um artista, sendo frentista...

Douglas Campigotto

PERDAS E DANOS


Perdem por tão pouco e acham normal, ser pouco, perder.

Douglas Campigotto

AS COISAS QUE FALAM


ouço as louças e talheres nas casas vizinhas
elas falam de comida e outras coisas
misturadas aos televisores que nem sempre funcionam
por falta de luz
todos deixam as janelas abertas
mas observam de suas redes
pássaros engaiolados
no telhado que bate na janela
aos retalhos do vento farto
do inverno que não espanta os gatos
que passeiam em seu reinado
entre fezes e corajosos ratos
caem papagaios
decepados no ar
caçados feito mosquito
que vôa feito mosca
que trás cor aonde cai
a caixa d'agua que aborta
por dobras tortas
voam mesas janelas e portas
plutão se aproxima
a lua enciumada nos olha de cima
pronta pra minguar
parece perceber o filho da vizinha
que chora sem hora para parar
será pelo planeta
por sua história
ou
pelo som ensurdecedor da água que jorra


Douglas Campigotto

POEMA PERDIDO


perdi um poema
se tornou impossível encontrá-lo
resgata-lo
não que ele precisasse de salvação
eu sim
esqueci de salvar
procurei incesantemente
mas não achei
não sabia do estava falando
como achar aquilo que não se sabe
difícil saber
eram palavras nem tão bonitas
que juntas diziam algo
que eu passei
pensei
coisas que vi e que nem sempre agradam
agora me vejo procurando esse poema
sem nome
sem pontuação
lembro de uma parte que dizia
"vejo grama nas paredes
cabeças sem corpo
sapatos brancos de talco"
que me faz lembrar
de festa
dança
bebê
assadura
farinha
cocaína
bucha
pino
frango
e por aí vai
palavras que nos levam a outras
outros
lugares
poemas
amigos
amores
fatos
mais um poema que poderia ser
mas são só palavras
ditas a esmo
bonitas palavras nem tanto
se atropelando
se fazendo entender
se entregando de bandeja
no peixe
na grelha
na farra
no olho
na alma
na faca
no ato
na palavra


Douglas Campigotto

segunda-feira, 13 de abril de 2015

SEMPRE HÁ



há sempre um coração coração indigesto onde a palavra vira resto.

Douglas Campigotto

SEE YOU


fico te olhando de longe 
te vendo sendento
fico querendo 
te ver me vendo
você vindo
eu indo
a gente dançando
e juntos partindo


Douglas Campigotto

UNIVERSO PARTICULAR





Um 
dia 
muda 
mundo

Douglas Campigotto

A RATE DO SILÊNCIO



Silêncio é coisa que não dá pra ralar, é coisa de pedaço, inteiro, vc corta, mas não dá pra mastigar.

Douglas Campigotto

VONTADE



vontade de te ter por perto 
nem sei bem ao certo 
o porque
vontade 
de 
você


Douglas Campigotto

TRAIÇÕES SÃO BEM MAIS SUTIS



Não se iluda achando que sexo é mais que plexo, que a razão é maior que o coração, nem que as grandes coisas são maiores que as pequenas, não se iluda... com o tempo tudo muda.

Douglas Campigotto

FEELINGS



te encontrei
como a tempos queria
te vi e você sorria
você me olhou
desviei meu olhar
quando voltei
não sentia nada
foi triste


Douglas Campigotto

DILUÍDO EM MIM


lavando roupa eu percebo 
a água turva que eu vejo
sou eu
diluído em água 
que agora luta para se livrar 
da minha sujeira


Douglas Campigotto

DIÁRIO PARA UM FUTURO EU



Tanto pra fazer, pra manter, pra amar, pra coçar, é tanta coisa e tudo começa assim.
Primeiro, você tem que nascer, ninguém pede pra nascer, você é obrigado, não existe consentimento, nem um tipo de reunião, prévia, gracejo, não, você é jogado nesse mundo louco, onde você tem que fazer tudo a toda hora, sem descanso. 
Você mal nasce e já tem que respirar, é o mundo te dizendo quem manda, ali, naquele momento, você entende, não respira, não vive, simples assim, não abre os olhos não enxerga.
Para crescer e ficar forte, você tem que mamar, te obrigam a tomar leite diretamente na sua mãe, sério isso? A pessoa precisa mamar diretamente na coisa mais imaculada da vida... bom, mas fique tranquilo, coloque a culpa no mundo, você não teria forças para lutar contra, o leite era tão quentinho e aquele colo tão aconchegante.
A parte revoltante de quando não se entende nada, é dormir e acordar, com horários pré determinados pelos seus pais ou pelo adulto mais próximo ou o mais disponível, que sempre colocam aquelas músicas infernais e você tem que escutar, absorver, até você finalmente dormir. Mas a vingança é um prato que se come frio, você tem que fazer muito xixi nas fraldas, na cama, pela casa toda, deve ser algum extinto canino nas crianças, esse ato de marcar território.
Você tem que chorar muito, até ter que falar, sim porque o mundo aparece pra te dizer que você não está seguindo o fluxo natural das coisas, você precisa falar para se comunicar e parar de urinar pelos cantos e andar de quatro feito um cachorro, você tem que andar, caminhar, correr, cair e se esborrachar, você tem que ter uma cicatriz bem maneira.
A coisa que eu não suportava, era o "tem que se agasalhar", se cuidar, não pegar sereno e se eu quiser sair por aí de regata num inverno com temperatura negativa?? Lá vem o mundo me dizendo quem manda, vou ficar com febre, dor de garganta, cama, praticamente inválido (dramático) daí você começa a entender aquele papo de se cuidar.
E quando você aprende que as roupas não se vestem sozinhas em você, nem que seus dentes ficam branquinhos sem você fazer um mínimo esforço, nem que a comida aparece no prato feito mágica? 
Vamos combinar, escovar os dentes quando se é pequeno beira o absurdo. Pentear os cabelos devia ser proibido por lei quando se tem menos de 10 anos de idade. Pegar as roupas sujas que eu mesmo coloquei no chão, como assim, elas não iam sozinhas para o cesto de roupas sujas? 
E quando o banho deixa de ser na banheirinha, balde, bacia e afins e passa a ser em pé, de um jeito sistemático, cabeça, sovaco, tronco, partes íntimas, pés... enxuga. Uma chatice, uma obrigação diária, tomar banho passa a ser chato, porque entra no SECTO das coisas que você, tem que. 
Um dia, desses que não se quer nada com nada, muito menos tomar banho, fui obrigado, jogado numa banheira, cheia de água na temperatura ideal, cheio de espuma, um tédio para uma criança que só queria ficar no vídeo game. Lá eu fiz uma jura de morte, decidi me afogar e consegui, por cerca de 40 segundos, até que o mundo, me puxou lá de baixo, olhou nos meus olhos e mostrou quem mandava.
Você tem que obedecer os mais velhos, seus tios, parentes, respeitar o próximo, tem que estudar, frequentar as aulas, gostar dos professores, se comportar, ser educado, não falar palavrões e você tem que fazer o contrário disso tudo também. 
Você tem que estudar uma porrada de coisas que parecem inúteis quando você está estudando, como senos, coscenos, complexo de golgi, pretérito imperfeito do subjuntivo, mas não são, porque são coisas que você tem que.
Você tem que jogar todos os jogos que aparecerem na sua frente, Atari, Tele jogo, Mega Drive, Master System, Super Nintendo, tudo, você tem que chegar ao fim de no mínimo cem jogos, você tem que completar o álbum de figurinhas do campeonato brasileiro e da copa do mundo,i mesmo não gostando de futebol.
Você tem que quebrar umas janelas com pedra, estilingue ou qualquer objeto com o peso necessário, e quando alguém contar pra sua mãe, você tem que mentir, mentir pesado, se possível colocar a culpa em algum garoto do bairro com histórico de capeta, mentir é ruim, mas fique tranquilo, você terá muita oportunidade, muitos momentos onde você tem que falar a verdade.
Você tem ir numa festa americana e tem que dançar com várias garotas, mas, mais importante nesse momento, é você sentir pelo menos uma vez o gostinho amargo de dançar com a vassoura.
Você tem que fazer algumas coisas aparentemente imbecis antes de abandonar a pré adolescência, alugar muitos filmes pornôs (ou procurar no google), comer uns cinco sabores de salgadinho ao mesmo tempo, misturar no mínimo três refrigerantes diferentes no mesmo copo, devorar um pudim inteiro sozinho, comer uma macarronada bolonhesa com as mãos, isso você tem que fazer.
Se tudo correr conforme a ordem natural das coisas, você vai chegar na adolescência, depois de entender uma porrada de coisas, você vai perceber que não sabe nada. As pessoas são mais hostis, mais cruéis, e você precisa continuar tendo que fazer um monte de coisas, estudar nem preciso dizer, é o tipo da coisa que não se para de fazer, você tem que beijar uma menina o quanto antes, ninguém me perguntou se eu gostava de meninas ou meninos, eu gosto de meninas, então tudo bem, mas e quem não gosta? Não importa, porque quando você é garoto, e todos os outros garotos estão te colocando em xeque, só te resta seguir o bando, dançar a música, fechar com os truta, passar recibo, enfim, deu pra entender.
Você tem que tomar cuidado com tudo que fala, pra não praticar bullyng, nem praticar qualquer ato de preconceito e não magoar ninguém, sei que parece difícil, até porque eu acho que as pessoas não gostam muito da verdade, pelo menos não da realidade que eu enxergo, todas as vezes que eu dei minha real opinião sobre quem me perguntava algo, fui taxado como um babaca insensível, então, você tem que falar o que as pessoas querem escutar e não aquilo que você acha de verdade que é, eu sei que parece complicado, mas você tem que seguir isso como uma regra.
Você tem que ir pra faculdade, e lá você tem que fazer uma porrada de coisas insanas, afinal você está entrando na fase adulta, e lá meu amigo, não vai mais ter descanso, lá você vai ter que tirar férias, isso se você tiver um emprego convencional, uma família, não quero te assustar, mas dependendo de como for essa etapa da vida... bom, não se assuste... voltando a faculdade, você tem que beber muito, ir em todas as festas de fisioterapia, fumar muita maconha, cheirar, pular, festar, cair no chão, hummmm, isso dá música... 
Nunca esqueça que muitas das atividades citadas nesse texto perduram pela vida inteira, escovar os dentes, tomar banho, respirar, abrir os olhos, acordar, dormir, festas, amores... Você tem que se apaixonar, TEM QUE, mas quando você se apaixonar, e fica cego de amor, você vai escutar de todos seus amigos que você tem que ir de leve, que vocês estão muito juntos, você tem que mergulhar de cabeça, é claro que fará um punhado de merda, jurando que eram as coisas certas a serem feitas, sabe aquele ditado, murro em ponta de faca, é mais ou menos isso, e quando vocês se separarem, você tem que sofrer meu amigo, você sofre muito, não vou mentir pra você, você vai sofrer feito um cachorro, sarnento, manco, ou como dizem por aí, vai ser castigado, ficará tipo um mendigo, banguela, travesti... opa, lembra quando eu falei que você tem que tomar cuidado com as coisas que fala, numa dessas você ganha um processo e um monte de inimigos que não tem o mínimo senso de humor, ou não tem o que fazer da vida, te cobrando mais decência... enfim, meu amigo, você tem que se apaixonar, mas quando o amor acabar você vai sofrer, MUITO, e isso deve ser um dos maiores paradoxos da humanidade, apaixonar-se, o amor em si é um loucura só.
Você tem que plantar um livro, escrever um filho, ter uma árvore, porque nessa altura da vida, fazer coisas convencionais já não convencem.
Você tem que ter um emprego, você tem que ter dinheiro, tem que ter amigos, você tem que fazer um churrasco por semana, por isso de ter um emprego e amigos, tá não é por isso, mas é por isso também, amigos são para sempre, e são poucos, se encher as duas mãos sinta-se uma pessoa abençoada, você tem que ser feliz, não veja isso como obrigação, é meu desejo mais profundo pra você, e se tudo ocorrer conforme a igreja católica prega, você tem que se casar, e tem que ser a pessoa certa, TEM QUE, se você casar com a mulher errada, meu amigo, esqueça que somos a mesma pessoa, não conte comigo, e torça para ter as mãos e os pés de amigos, porque nessa hora você vai precisar, e nessas horas você vai ver se realmente tem.
Você tem que crescer, evoluir, seguir em frente, você tem que enterrar muitos amigos e entes queridos, se tudo seguir como planejado, você infelizmente tem que enterrar seus pais, talvez seus irmãos, mas vai estar tudo bem, porque você, nessa altura da vida, já está quase entendendo tudo, e a morte, pra quem sabe um punhado de coisas, é só mais uma coisa, que você tem que.
Você tem que comprar uma casa, um carro melhor, maior, daí, você tem que ter um filho e ele vai ser seu espelho, você vai envelhecer vendo ele reclamar de todas e algumas coisas a mais que você reclamou, você vai ter que criar, cuidar, você vai repetir tudo que aprendeu com seus pais, tios, parentes, professores, desconhecidos.
E quando seu filho achar que está entendendo quase tudo, ele vai perceber que sabe quase nada, mas você, vai ter a plena consciência, vai ter entendido os senos e cosenos, vai ter decifrado todos os enigmas, vai querer viver mais mil vidas, e nessa hora, vai aparecer o mundo, acompanhado do tempo, te dizendo quem manda.


Douglas Campigotto

QUANDO



Quando 
eu vou 
você vem 

vice versa 
a gente 
se encontra 
quando 
desconversa

Douglas Campigotto

TER OU NÃO TER




O amor é terrível, principalmente quando não o temos.

Douglas Campigotto

COMO FOI


Fico pensando em você
No que está fazendo
Com quem está dançando
Porque está gemendo
Como fui partir
Meu coração

Pensando
Em te ferir


Douglas Campigotto

MENSSAGEM


Se for escrever pra dar recado, mande um telegrama, tem consistência e chega mais rápido.

Douglas Campigotto

AS COISAS COMO ELAS SÃO



um beijinho
um malho
uma coisa qualquer
brindo a companhia
teço amores
durmo sozinho
não forço amizade
sem melindres
sem falsa modéstia
prefiro a coisa
assim como é
como está sendo
e não como pode ser


Douglas Campigotto 

PARA SABER



para saber que está vivo
não precisa beliscar
tentar sentir sem sentir nada
amar sem ser correspondido
basta ver um pássaro morrido
um botão caído
um coração amassado
para saber que existe
basta ficar triste
tentar voar
flertar com a dor
sair do lugar
fingir de morto
esquecer a zona de conforto
se enfrentar
para saber que está sonhando
coloque as pernas para o ar
tente tocar o chão
se parecer algodão
só você vai saber se está acordado
levante os braços e sinta-se tocado
se do chão passar
o universo te abraçará

Douglas Campigotto

SOMETIMES


As vezes dá uma vontade de ser aquele eu que era eu daí eu paro penso e continuo.

Douglas Campigotto


ÚNICA CERTEZA




Mesmo sendo nossa única certeza
A morte sempre nos pega de surpresa
Voce fica sem norte
Se acha sem sorte
Precisa ser forte
Mas a rotina é assim
O roteiro é esse
A vida nos faz presa
O sol desaparece
Fecham as cortinas
E sobram os restos sobre a mesa

Douglas Campigotto

IGUINORANTES




Positividade pode ser um sinal de ignorância. 
Segemos ignorantes.

Douglas Campigotto

FIM DOS DIAS



No final
Dias especiais
São só mais
Um dia
Depois de outro


Douglas Campigotto

SEARCHING


estou a procura de namorada
alguém que seja bem diferente de mim
alguém que seja
alguém
qualquer quem que seja
nem bonita
nem charmosa
nem gostosa
alguém pra conversar
nem que seja com a bunda
que caminhe como se flutuasse
tipo santa sem ser
bandida sem assaltar
sem me roubar
não tenho dinheiro
e ser assaltado nesse nível é baixaria


Douglas Campigotto

COISAS DA VIDA


O duro é que quando a vida acaba, ela segue.

Dougas Campigotto

DANDO UM TEMPO


Quando o tempo não dá tempo para cuidar de si mesmo, ele passa da hora.

Douglas Campigotto

DESCONHECIDOS



quero ela
aquela
menina
louca rouca artista 
mulher
te quero
sem saber onde está
penso em ti sem saber
o que esperar
penso tanto que chega a gastar
já não imagino mais
penso em você
no seu vem e vai
no leva e traz
nas compras que faremos
nas apostas que temos
se perdermos
podemos ganhar
um par ou nada mais
coisa nossa
de quem arrisca
de quem arisca
quem petisca
saudades tenho já
de quando te verei passar
indo feito quem vinha
andando de botinha
mini saia que acanha antes de chegar
lembrar de você
sorrindo de alegria
chorando de agonia
dizendo que sim
bonitinha
te vi
não pra mim
esbravejou e disse que nunca mais
sumi
voltei
pedi
parti
te amei
fui
e agora estou aqui
escrevendo pensando em ti sem nem te conhecer


Douglas Campigotto

DIEFRENÇAS


aprendi uma nova palavra
dicotomia
parece eu e você
outrora
sinergia


Douglas Campigotto

MANDAMENTOS


Guardarás a água das chuvas
Não lavarás o carro nem no fim de semana
Escovarás os dentes com a torneira fechada
Não regarás plantas com água em demasia
Enxaguarás as louças só depois de ensaboar
Darás descarga só com água reaproveitada
Não molharás as calçadas

Desligarás o chuveiro entre as ensaboadas
Lavarás roupas na máquina somente quando cheia

Douglas Campigotto

AMOR ETERNO AMOR


se eu te amo e tu me amas
vamos viver o agora
não precisamos casar
vamos fortalecer nossa amizade
podemos namorar
mas só quando a gente estiver juntos
relacionamento aberto não
amigos próximos quando distantes
eternos amantes
de nós mesmos


Douglas Campigotto

(DES)NUTRIÇÃO


As migalhas alimentam as falhas

DOUGLAS CAMPIGOTTO

PENSAMENTO


Pensar naquilo que faz bem
Faz pensar naquilo que sustenta 
E que o dinheiro não consegue pagar

Douglas Campigotto

LIMPANDO CHÃO LIMPO




Me vi lavando louça limpa
Sentindo o que não cabia
Usando sapato que não servia
Vestindo roupas que não eram minhas
Me despindo pra quem não conhecia
Me vi sem chão pisando firme
Consciente de tão triste
Escovando o que não existe
Brincando de ser criança
Sendo adulto
Limpo de tão sujo
Mais um dia no escritório
Apresentando meus negócios


Douglas Campigotto

PRA ONDE


pra onde a gente vai 
que de nada tem a gente 
mas a gente quer ver 
com os próprios 
olhos de quem enxerga 
mas não vê 
a cegueira 
da gente 
é muita 
gente

Douglas Campigotto

PARTICULAR


Não importa tamanho da jaula, o leão é sempre o mesmo.

Douglas Campigotto

domingo, 30 de novembro de 2014

SOU SOUL

sou potência
ritmo
violência
vício
sou porta
porteiro
fechadura
miolo
sou pedra
duro
imperfeito
pena
sou braço
pernas
calças
calço
sou eu
sendo eu
sendo outros
centos


Douglas Campigotto

VERDADE x REALIDADE


toda verdade, quando mostrada, de verdade, soa falso, parece até mentira, diferente da realidade.

Douglas Campigotto