quinta-feira, 22 de abril de 2010

Inflamado



Até dormindo você quer
Sonhar acordado
Projetos, projeções
Olhos abertos sedados
Derramados
Cedo demais
Estava distraído
Destratado
Posto a prova, provocado
Enciumado
Tratamento ousado
Quem diz que ama
Discorda
Sem acordar
Disposa
Esquece os acordos
Lança mal agouros, olhares
Fica sem falar
Exagera nos atos
Sem saber do que trata
Perde a pose
Que tratamento
O retrato sem tato
Com o vidro quebrado
Retrata o seu viver
Distrata quem está ao lado
Quebra os tratos
Injetado de raiva
Revisa os tratados
Reprovado
Se diz traído
Ajeita na estante
O porta retrato
Olhar galante
Da um trato
Mesmo distante
Se pega no ato
Atado ao passado
Fitas, garrafas, traços, gravatas
Lembrando, relembrando
Daquela alegria que agora faz sofrer.

Douglas Campigotto

Um comentário:

DíH disse...

Nossa que delícia.. O chá de hoje foi bem profundo!
Adoçado na medida certa...
Lindas palavras!

Bjinhoss
Dih Nascimento