quarta-feira, 10 de novembro de 2010

PRATO CHEIO


te amo de carro ou a pé, na saúde e na doença, na riqueza e na falência, na vodka, cerveja, cereja, no bolo, laranja, na impotência, morango, no cano, whisky, café, no banho, no açucar e no rapé, to contigo, tamo junto, formamos um belo conjunto, eu e tu, tu e eu, rimas sem noção, na carencia, na contra mão, batata, doce, salgado, pão, canjica, melado, sagu, feijão e arroz, assim somos nós, somos assim nós dois.

Douglas Campigotto

2 comentários:

Hanukká disse...

Olá, lindas palavras...Passei pra deixar um abraço.

Pai Nosso, Deus e Você !!!
VOCÊ: Pai nosso que estais no céu...
DEUS: Sim? Estou aqui...
VOCÊ: Por favor, não me interrompa, estou rezando!
DEUS: Mas você me chamou!
VOCÊ: Chamei? Eu não chamei ninguém. Estou rezando.... Pai nosso que estais no céu...
DEUS: Ai, você fez de novo.
VOCÊ: Fiz o que?
DEUS: Me chamou! Você disse: Pai nosso que estais no céu. Estou aqui. Como é que posso ajudá-lo?
VOCÊ: Mas eu não quis dizer isso. É que estou rezando. Rezo o Pai Nosso todos os dias, me sinto bem rezando assim. É como se fosse um dever. E não me sinto bem até cumpri-lo...
DEUS: Mas como podes dizer Pai Nosso, sem lembrar que todos são seus irmãos, como podes dizer que estais no céu, se você não sabe que o céu é a paz, que o céu é amor a todos?

Guara disse...

belíssimas palavras