terça-feira, 12 de janeiro de 2010

SAMBA


Eu te amo
Eu te amo sim
Amor de tamborim
Aquele que sem
O Samba não pode viver
Igual eu e você
Que quando vejo
Preciso chegar
Ahhhhhhh
Eu te amo
Eu te amo sim
Carinho e chamêgo
Respeito e apego
Sem você não posso tocar
(bis)

Nosso amor é assim
Sem medo de ser
Um algo ruim foi acontecer
Pra mim e pra você
São separações
Dificeis de entender
Volta logo pra mim
Sem você não posso tocar
Sem você...
Não posso viver
Ahhhhhhh
Eu te amo
Eu te amo sim
Carinho e chamêgo
Respeito e apego
Sem você não posso tocar
(bis)


Douglas Campigotto

3 comentários:

Amandita A. disse...

AAAmeiii!

celiabrandao disse...

Gostei muito desse poema. sensual, meigo, sincero.

Maria Fernanda disse...

Amar é isso mesmo! é música, armonia, paz e alegria!!!

Lindo demais.... amei!

Bjo, Fê