sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

VEM E VAI E VEM


...as vezes parece que não sei fazer direito nem aquilo que faço de melhor
faço, refaço, ensaio, realizo e esqueço de ousar
caminhos analisados, banalizado, deletado, banido do trabalho
30 segundos e nada mais, mais nada, foi foda!
que aperto no peito, mistura de impotência com desespero
tom certo fora do tempo é alternativo mas não alternativa
insegurança, falta de preparo, nervosismo
nenhuma desculpa cola, é dificil se enganar
que medo da sorte acabar
ando tendo que olhar no RG pra reconhecer
aquela saudade de ser ninguém...

Douglas Campigotto

2 comentários:

Dea Carvalho disse...

Que merda, hein... mas às vezes o diabo não é nem tão feio assim.

Para o alto e avante!

Amandita A. disse...

eita!!! "saudade de ser ninguém..."
acho que sofro disso..mas continuo sendo ninguém!Complexo...