quarta-feira, 11 de agosto de 2010

NEGO ASSANHADO



Quando eu me perdi, achei ter encontrado
Um lugar só pra mim, debaixo do acolchoado
Sem sono pra dormir, minha casa sem telhado
Lembrei logo de ti, dos nossos tempos de casado

Tentei de procurar pra contar do meu caso
Você não quis escutar as poesias que eu falo
Estava magoada e quis pisar no meu calo
Tirei o pé de baixo e fui pulando o cercado

Nego assanhado, eu sou assim
Sempre cheiroso e cabelo engomado
Sou nego vaidoso
Perco desconto mas não faço a prazo
Melhor é garantir o feijão no prato

Sou nego tinhoso, sou nego tinhoso
Perco os dentes mas não largo o osso
Aumento verdade mas não sou mentiroso
Sou nego tinhoso, sou nego tinhoso
De dia mansinho, de noite fogoso
E de manhã...
Sou nego assanhado, sou nego assanhado.

Douglas Campigotto

6 comentários:

Paloma Riani disse...

Nego tinhoso e muito do gostoso. Cadencia gostosa, muito bom, divertido. Muito bom!!!

Alexsandro S. C. disse...

A cadencia e otima mesmo. Soa como musica. Curti.

Flá Perez (BláBlá) disse...

uau! que achado!

vou seguir vc.
bjbjbj

ps: ai, q saco essas letrinhas de confirmação! tem jeito de pular não?

Cláudia Costa disse...

Chá gostoso, nego com gingado.
Adorei ter aceito o convite para aparecer aqui.
Adoro degustar novidades e aqui tem as melhores.
Sucesso.
Bjks

Amandita A. disse...

sim, soa como música..a cadência me lembrou minha maior obra de arte infantil..rsrsrs
ainda vou postá-la ;B

christiana disse...

total música, meio itamar:
Perco os dentes mas não largo o osso
Aumento verdade mas não sou mentiroso

avise quando gravar a fita, beberei do chá porcerto ;)