terça-feira, 10 de agosto de 2010

POMBINHA


Eu chamei Paloma
E a terra tremeu
Desça já aqui minha pequena
Vem tomar o que é teu
Sai da nave menina
Esquece o sereno e vem
Vem beijar minha boca
Esquentar meu colo
No seu vai e vem

Douglas Campigotto

4 comentários:

Paloma Riani disse...

...e é nesse vai e vem que tudo acaba bem, meu nego tinhoso...

Cacau Loureiro disse...

Adorei a apresentação do teu perfil aqui do blog Douglas, rs... e também do poema Pombinha, e acredito mesmo que só falta tu seres verde, rs, grande beijo!

Flá Perez (BláBlá) disse...

mto bom!

Amandita A. disse...

Gosto pouco :B
rsrsrs